•  
     

4 mistérios assombrosos explicados pela ciência

Há muitos assuntos que ainda não foram compreendidos totalmente pelo ser humano. Muitos deles envolvem acontecimentos sobrenaturais e elementos de outro mundo, mas há alguns que a ciência já consegue explicar. Neste artigo, trouxemos o segundo grupo: fatos que intrigam a todos, mas que podem ser explicados com um pouco de ciência.

Se você está curioso para saber um pouco mais sobre cobras de fogo que existem nos cemitérios, fantasmas que passeiam por sua casa nas madrugadas, pessoas que queimam sem que haja explicações e extraterrestres que dominam as mãos humanas, fique atento a todos os detalhes que o Tecmundo preparou para você.

Boitatá do cemitério

Você já deve ter ouvido falar na lenda dos boitatás do cemitério ou dos pântanos. A lenda surgiu quando os primeiros jesuítas portugueses a chegarem ao Brasil avistaram grandes chamas azuladas em locais próximos a covas. Ainda hoje, o fenômeno pode ser visto em alguns cemitérios e regiões pantanosas.

Os portugueses acreditavam que se tratava de uma cobra de fogo (fato que deu origem ao nome do mito, pois “boitatá” significa “cobra de fogo”, em tupi-guarani), mas já existem explicações científicas para provar que toda essa lenda é apenas uma manifestação química da natureza.


Como você sabe, corpos (humanos e também de outros animais) em decomposição atraem uma série de bactérias que aceleram o processo. Com a decomposição, ocorre o acúmulo dos gases metano e fosfina. Aos poucos, esses gases vão à superfície e, ao entrarem em contato com o ar, entram em combustão.

O verdadeiro nome desse fenômeno é fogo-fátuo e ele não dura mais do que poucos segundos. Segundo a revista Mundo Estranho (que entrou em contato com Luiz Henrique Ferreira, químico da UFSCAR), como o fogo faz com que as pessoas se assustem, é muito comum que quem está perto das chamas saia correndo. Nessa situação, o deslocamento de ar faz com que o fogo-fátuo siga os pés da pessoa, causando a impressão de que é uma cobra flamejante.

Passos na madrugada

A noite cai e os fantasmas se divertem. Pelo menos é isso que pensam muitas pessoas que moram em casas de madeira e ouvem passos durante as madrugadas, quando a residência está vazia. Não é raro encontrar alguém que imagine se tratar de espíritos zombeteiros que querem atrapalhar o sono dos moradores.

Poucas pessoas param para se lembrar das aulas de física quando estão com medo, por isso é tão comum ouvirmos histórias desse tipo. Mas a ciência tem a explicação correta para que todos saibam o que realmente acontece durante a noite. Ao contrário do que se imagina, não existe nada agindo sobre a madeira, além da própria madeira.

É só se lembrar dos efeitos da temperatura sobre os diferentes materiais. Durante o dia, o calor faz com que a madeira se expanda, aumentando o seu tamanho. Durante a noite, a temperatura cai e o material é contraído. Nesse processo, a madeira sofre alguns estalos e as pessoas têm a impressão de estarem ouvindo passos.

Há alguns casos em que os estalos são ainda mais altos. Isso acontece quando a mudança na temperatura acontece de maneira abrupta. Mais um mito sobrenatural desvendado pela ciência.

Combustão Humana Espontânea

Imagine um homem que está em sua casa, quando de repente ele é reduzido a cinzas. Parece ficção, mas isso realmente é um assunto muito intrigante para boa parte dos cientistas. Trata-se da Combustão Humana Espontânea, que faz com que os corpos humanos sejam completamente queimados, sem que haja qualquer fonte de calor externa.

Há pouco mais de 200 casos registrados na história, mas nenhum deles apresenta provas conclusivas de que exista uma combustão realmente espontânea. Nunca foi visto um incidente deste tipo, porque, em todos os casos relatados até hoje, a vítima estava sozinha em algum cômodo e só foi encontrada quando já estava completamente carbonizada.


Mas quais seriam as causas para esta suposta combustão? Ninguém sabe com certeza, mas há uma série de explicações científicas para o tema. A mais aceita até o momento utiliza um dado estatístico da combustão espontânea como base: a grande maioria das vítimas é composta por pessoas obesas, sedentárias e fumantes.

Uma série de fatores precisariam se combinar para comprovar a teoria. Primeiro, a vítima deve estar fumando e então sofrer um ataque do coração. Em seguida, seu corpo deve sofrer o "efeito pavio", que ocorre quando a gordura humana verte pelos poros do corpo. Como a gordura é inflamável, a chama do cigarro faria com que o corpo entrasse em combustão.

Isso também explicaria por que são tão raros os casos de combustão espontânea no mundo. Repetimos, nada disso é confirmado com total certeza. Mas é um bom alerta para quem fuma e está um pouco acima do peso.

Mão alienígena

Imagine se um dia todos os movimentos de uma de suas mãos fossem controlados por alguém que não é você. Qual a explicação mais viável para o caso? Muitos acreditam que se trata de um alienígena que tomou conta daquele pedaço do corpo e que, com isso, planeja assassinar o ser humano dominado.

Quando a medicina entra em campo para explicar o caso, não usa termos muito diferentes. Pacientes que apresentam sintomas parecidos com esses (e que incluem tentativas de sufocamento, movimentos involuntários para aberturas de zíperes e várias outras ações) são diagnosticados como portadores da Síndrome da Mão Desordenada, também conhecida como Síndrome da Mão Alienígena.

O nome foi dado justamente por parecer que outra pessoa está dominando o membro afetado, mas os médicos afirmam que se trata apenas de um distúrbio neurológico. Apesar disso, estudos mostram que ainda há muitos mistérios por trás da síndrome. Enquanto movimentos normais são originados no lobo frontal do cérebro e então são enviados às mãos, os movimentos dos pacientes com a síndrome eram oriundos do próprio membro.



Fonte: http://www.tecmundo.com.br/ciencia/1485 ... z1cP5w1jxg