•  
     

A História do Cs

O Início de tudo

Tudo começou em meados de 1996 quando Minh Le, um desenvolvedor de jogos vietnamita naturalizado canadense, teve o seu primeiro contato com o Quake, um dos grandes títulos de jogos de tiro em primeira pessoa. Depois de conferir o poderoso SDK, um kit para desenvolvimento e modificação anexado ao jogo, rapidamente o lado criativo e desenvolvedor do rapaz começaria a falar mais alto.
Baseando-se em operações realizadas por fuzileiros navais, Minh Le começou a criar o seu primeiro mod para o Quake, intitulado Navy SEALs. Nele o jogador assume o papel de um soldado da tropa especial de fuzileiro navais dos Estados Unidos, ganhando oponentes e uma série de armas que não estavam presentes na versão original do Quake; como pistolas com mira à laser, escopetas e submetralhadoras.

O Navy SEALs já apresentava uma pequena parte das características do Counter-Strike
Após o lançamento do Quake 2, Le migrou para a nova plataforma e trabalhou no desenvolvimento do game Action Quake 2, que se parecia cada vez mais com o grande sucesso que jogamos até os dias de hoje, sendo inclusive escolhido pela própria id Software para integrar um pacote oficial de mods.

E nasce o grande clássico

O tempo passou e já no quarto ano do curso de Ciências da Computação, Le começou a editar conteúdo para o recém lançado Half-Life, cujo motor de construção possuia muitas semelhanças com os do Quake e Quake 2. Neste período o desenvolvedor conheceu Jess Cliffe, iniciando finalmente a construção do mod que se tornaria até mesmo mais famoso do que o próprio jogo de origem, o Counter-Strike.

O espiríto CS aumentou até o ponto em que Minh Le passou a se dedicar mais ao mod do game do que ao seu curso universitário, hoje vemos que esta foi uma ótima decisão - pelo menos para nós jogadores. Além de trabalhar no desenvolvimento do Counter-Strike, Cliffe cedeu sua voz para os famosos comandos de rádio que utilizamos nas partidas, conferindo ainda mais vida para o jogo.

Depois de um intenso trabalho da equipe inicial de desenvolvimento, em 19 de junho de 1999 é lançado primeiro beta aberto do CS; a partir deste momento o jogo passou a ter atualizações quase semanais e a criar sua imensa legião de fãs. Após um pouco mais de 1 ano e 19 versões beta, que moldaram o jogo e removeram erros, foi lançada a versão 1.0.

O ínicio da era Valve

Já a partir da quarta versão beta a Valve, desenvolvedora do Half-Life, começou a ajudar Minh Lee no desenvolvimento do CS, observando é claro o enorme sucesso que estaria por vir. Em agosto de 2000, com a ajuda da Valve, a grande distribuidora de jogos Sierra obteve autorização para comercializar o Counter-Strike como uma extensão do Half-Life, rentabilizando aquilo que antes era apenas um passatempo.

Ao invés de espantar jogadores, a nova forma de distribuição consolidou de vez o Counter-Strike

A distribuição por parte da Sierra era realmente aquilo que faltava para que o CS fosse indicado como jogo do ano por centenas de revistas ao redor do mundo. Com a verdadeira febre que criaram, Minh Le e Jess Cliffe foram contratados pela própria Valve para dar continuidade no desenvolvimento do Counter-Strike e de um possível sucessor, o Counter-Strike 2, que acabou sendo descontinuado.

Um pouco da história do cs