•  
     

À la Barça, Espanha arrasa Itália, leva o tri e mostra quem manda na Europa

A hegemonia do futebol europeu e mundial tem dono. E tem dono há quatro anos. Neste domingo, a Espanha mostrou por que não tem adversário na atualidade, venceu a Itália por 4 a 0, no Estádio Olímpico, em Kiev, na Ucrânia, e se sagrou tricampeã da Eurocopa (1964, 2008 e 2012). Esse foi o terceiro título consecutivo de peso da Fúria que, além dos dois torneios continentais, ainda levantou a taça da Copa do Mundo de 2010, disputada na África do Sul. Os gols do título foram marcados por David Silva, Jordi Alba, Fernando Torres e Juan Mata, todos atletas que não fazem parte da base da equipe formada por Real Madrid e Barcelona. Vale lembrar que o lateral-esquerdo foi contratado nos últimos dias pelo time culé.

E o título foi à la Barcelona. A Espanha aproveitou para mostrar ao mundo que o futebol de posse e toque de bola, criticado em alguns momentos pela imprensa e por alguns torcedores, surtiu efeito. Foi justamente desta maneira que a Fúria superou a Itália. Na genialidade de Xavi e Iniesta, responsáveis por dois belos passes nos gols marcados por David Silva e Jordi Alba, a equipe de Del Bosque se tornou a primeira na história a vencer a Eurocopa duas vezes consecutivas. Apesar da derrota, a Azzurra ganhou um prêmio de consolação: a vaga na Copa das Confederações de 2013, que será disputada no Brasil.




______________________________________________________________________________

ESPANHA 4 X 0 ITÁLIA Casillas, Arbeloa, Piqué, Sérgio Ramos e Jordi Alba; Busquets, Xabi Alonso e Xavi; Iniesta (Juan Mata), David Silva (Pedro) e Fàbregas (Fernando Torres) Buffon, Abate, Barzagli, Bonucci e Chiellini (Balzaretti); Pirlo, Marchisio, Montolivo (Thiago Motta) e De Rossi; Cassano (Di Natale) e Balotelli
Técnico: Vicente del Bosque Técnico: Cesare Prandelli
Gols: David Silva, aos 14 minutos do primeiro tempo, Jordi Alba, aos 40 minutos do primeiro tempo; Fernando Torres, aos 38 minutos do segundo tempo, e Juan Mata, aos 42 minutos do segundo tempo.
Cartões amarelos: Piqué (Espanha); Barzagali (Itália)
Árbitro: Pedro Proença (Portugal)
Auxiliares: Bertino Miranda (POR) e Ricardo Santos (POR)
Local: Estádio Olímpico, em Kiev (Ucrânia)
Anexos
xavi_espanha_afp_95.jpg
 
vey 4x0 foi humilhaçao :icon_lol: :icon_lol:
 
mt humilhação, balotelli fez N-A-D-A ! KKK
 
barcelona sem messi
 
Nenhuma surpresa, a maior surpresa foi a Itália chegar onde chegou, muitos diziam que não iriam sair da primeira fase, tiraram a badalada Alemanha. O único jogo que a Espanha jogou bem foi justamente ontem, justamente a final, merecida a vitória da Espanha, apesar de ter tido alguns sustos no 1º tempo, mas dominou boa parte do jogo, cadenciou com posse de bola, com futebol arte moderno, o que encanta a cada pessoa que assiste seja a Espanha, seja o Barcelona, Parabéns Fúria.
 
foi a final mais facil q eu vi na minha vida!
 
KKKKKK
Baloteli foi uma vergonha :icon_lol:
pessoal fala muito nele
mais acho ele comun =/