•  
     

Blackburn, da Inglaterra, entra na briga para contratar Ronaldinho

Ronaldinho é disputado também por três equipes brasileiras

O Blackburn Rovers, time da primeira divisão do campeonato inglês, confirmou nesta terça-feira ter entrado na briga pela contratação do meia-atacante Ronaldinho, do Milan, com uma oferta de mais de 20 milhões de libras (cerca de R$ 51 milhões) nos próximos três anos.

Flamengo, Palmeiras e Grêmio também lutam para contratar e repatriar o jogador de 30 anos ao Brasil.

A companhia indiana Venky, companhia que comprou o Blackburn no ano passado, disse que seu escritório no Brasil está em negociações com o agente de Ronaldinho, seu irmão Roberto Assis.

"Ele está disposto a jogar na Premier League (a primeira divisão inglesa), e eu acho que isso joga em nosso favor", afirmou a presidente da Venky, Anuradha Desai, à BBC.

O time inglês também tenta contratar o meia David Beckham, de 35 anos, por empréstimo ao Los Angeles Galaxy, onde o jogador atua atualmente.

'Declaração de intenção'

Ronaldinho foi vendido em 2008 pelo Barcelona ao Milan, mas perdeu seu lugar no time titular da equipe italiana após a contratação dos atacantes Zlatan Ibrahimovic e Robinho no ano passado.

A direção do Blackburn acredita que sua proposta é a melhor em termos financeiros ao jogador.

"Para ser preciso, são 6,5 milhões de libras (cerca de R$ 16,6 milhões) no primeiro ano e 7,2 milhões de libras (cerca de R$ 18,4 milhões) no segundo e no terceiro ano", confirmou Desai.

O técnico do Blackburn, Steve Kean, porém, se mostrou em dúvidas se o negócio será mesmo concretizado ou se é somente "uma declaração de intenção" dos donos do clube.

"Sei que houve contatos entre os donos e os representantes de Ronaldinho, mas não sei o quão adiantadas estão as negociações nem se isso acontecerá realmente", afirmou.

"Se qualquer técnico da Premier League fosse questionado se quer em seu time alguém que foi eleito o melhor jogador do mundo por duas vezes, estaria interessado", disse. BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Fonte: Estadao