•  
     

Buraco negro no centro da Via Láctea

Imagem
Após 16 anos de estudos, astrônomos alemães, juntamente com pesquisadores do Instituto Max-Planck para Física Extraterrestre, confirmaram que há um enorme buraco negro no centro da Via Láctea, galáxia onde fica a Terra.

O release do estudo, publicado na página do Max-Plank, conta que os especialistas rastrearam, por 16 anos, o movimento de 28 estrelas que circulam no centro da galáxia e conseguiram até medir a massa do buraco negro.
As órbitas estelares no centro da galáxia mostram que a concentração central de massa de 4 milhões de massas solares é um buraco negro, acima de qualquer dúvida.

Os buracos negros são objetos cuja gravidade é tão forte que sequer a luz lhes consegue escapar, por isto, são vistos como objetos extremamente perigosos de se lidar.

Embora os estudos lhes ratifiquem o poder destrutivo, absolvem-lhes pelo poder criativo: o cientista Robert Massy, da Sociedade Real Astronômica, confirma que as galáxias se formam em volta de buracos negros gigantescos e sem eles, dificilmente haveria concentração de massa suficiente para tal formação.

Não se assuste, todavia, com a comprovação do evento. Os pesquisadores do Max-Planck também calcularam a distância do centro da Via Láctea, onde está o buraco negro, para a Terra, e chegaram à grandeza de 27 mil anos-luz: não há probabilidade científica de a Terra cair nele.
 
serááááááá --'
 
NOSSA NEM LI TUDO KK!
 
nossa man que doido
 
to com medo afs que horror