•  
     

Casal é preso após amarrar família dentro de despensa na Serra, ES

Entre os reféns estavam uma idosa, de 84 anos, e uma criança, de dois.
Com a chegada da polícia, casal fingiu ser dono da residência.


Um casal foi detido depois de fazer um família refém na noite desta quinta-feira (21), no bairro Novo Horizonte, na Serra, na região Metropolitana da Grande Vitória. O homem e a mulher, ambos de 25 anos, amarraram a família na despensa e ameaçaram os outros integrantes da casa, inclusive uma criança, de dois anos, e uma idosa de 84 anos. Vizinhos viram a movimentação estranha na casa e pararam um carro da Polícia Militar Ambiental que passava na rua. Quando os militares entram na residência, o casal se passou por moradores, mas acabaram detidos.
Os dois foram levados para o Departamento de Polícia Judiciária (DPJ) o município. De acordo com a Polícia Civil, os suspeitos prestaram esclarecimentos ao delgado de plantão e foram autuados por assalto com o uso de arma de fogo. O homem foi encaminhado para o Centro de Triagem de Viana e a mulher foi levada para o Centro de Detenção Feminino do mesmo município.
A dona da casa contou que os criminosos conseguiram entrar quando a empregada foi até o portão, por que a suspeita pediu um copo de água. Nesse momento a empregada foi rendida e teve uma arma apontada para a cabeça. Na casa estavam a dona da residência e outras quatro pessoas.
A proprietária da residência disse que o casal foi agressivo e queria a chave do cofre. “Primeiro eles chegaram falando que queriam alugar uma casa, mas logo depois eles entraram e mandaram todo mundo ficar calado. Deu uma coronhada na cabeça do meu irmão, enquanto a mulher dele revirava toda a casa. A todo momento eles pediam a chave de cofre e eu dizia que não tínhamos cofre”, contou a moradora que não quis se identificar.
De acordo com os reféns, a mulher ameaçou matar a criança se alguém gritasse. “Eles falavam que se fizéssemos alguma coisa matariam o bebê, e que ela era o álibi deles. E que iam acabar com o meu bem mais precioso”, relatou a vítima.
Os moradores da rua notaram um movimento estranho na casa e pararam um carro da polícia que passava no local. Os policiais entraram na casa e encontram os suspeitos dizendo que eram moradores. “O casal tentou nos enganar falando que eram donos da casa. A mulher disse que a criança, que estava no colo, era filha dela, até que descobrimos que a família estava presa na dispensa”, contou o cabo Boecher.
O suspeito, de 25 anos, e Andressa Alves, também de 25, acabaram presos. Andressa disse que foi coagida pelo homem, mas na carteira dele tinha uma foto dela. “Sou apenas mais uma vítima”, declarou Andressa.
Segundo a família, o mesmo suspeito já havia tentado assaltar a casa semanas antes. “Ele já tentou me assaltar, e disse que era pra eu ficar esperta que iria voltar. Agora está todo mundo querendo mudar da rua. Nunca tinha acontecido nada parecido por aqui”, disse a vítima.

Imagem

Fonte: Globo.com