•  
     

Com doenças cardíacas, Stefan Struve interrompe carreira de lutador do UFC

Peso-pesado holandês anuncia diagnóstico de vazamento da válvula aórtica e coração aumentado e vai passar por tratamento por dois meses

O peso-pesado holandês Stefan Struve terá de interromper sua carreira como lutador de MMA, devido ao diagnóstico de um vazamento da válvula aórtica, ou valva aórtica, e de um coração aumentado. A notícia foi dada primeiro pelo telejornal oficial do Ultimate, "UFC Tonight", e confirmada pelo próprio Struve no Twitter.

Lutador de 25 anos, o gigante Struve, de 2,13m de altura, estreou no UFC em 2009, aos 21 anos de idade, numa derrota para Junior Cigano. Desde então, venceu nove de 12 lutas, e tinha uma sequência de quatro triunfos consecutivos antes de ser nocauteado e ter a mandíbula fraturada contra Mark Hunt em março passado, no UFC: Silva x Stann, no Japão. O holandês já havia voltado aos treinos e vinha falando numa possível luta contra Rodrigo Minotauro, mas, recentemente, foi hospitalizado por uma semana, quando foi diagnosticado.

Imagem

Struve deve passar por tratamento nos próximos dois meses e, depois disso, será reavaliado pelos médicos. Ele mantém esperanças de retornar ao octógono após se recuperar.

- Obrigado a todos pelos desejos de melhoras, e desistir não é uma opção para mim. Vou fazer de tudo possível para voltar a lutar! - escreveu Struve em seu Twitter.

Confira o comunicado enviado pela equipe de Stefan Struve à imprensa americana, reproduzido pelo site americano "MMA Junkie":

"Stefan Struve foi recentemente diagnosticado com um vazamento na válvula aórtica e um coração aumentado, e foi hospitalizado por uma semana para passar por exames e determinar o melhor curso de tratamento. Os médicos descobriram que Stefan tem uma válvula aórtica bicúspide, o que significa que sua válvula aórtica só tem duas valvas, ou abas, em vez de três.

A válvula aórtica regula o fluxo de sangue do coração para a aorta, principal artéria que leva sangue ao corpo. Em combinação com o coração aumentado, isso causa que seu coração bombeie apenas 70% do sangue na aorta e para o resto de seu corpo, e os 30% restantes voltam à câmara do coração. Após consultas com especialistas tanto na Holanda como nos Estados Unidos, foi decidido tratar a condição com medicação pelos próximos dois meses e avaliar a efetividade deste protocolo de tratamento. Após esses dois meses, os médicos terão uma resposta sobre quais as melhores opções de tratamento são.

Sob direção dos seus médicos, Stefan já foi liberado do hospital e voltou a fazer exercícios cardiovasculares leves. Stefan entende completamente o tamanho da condição na qual foi diagnosticado, entretanto, está otimista sobre o resultado eventual e planeja viver uma vida longa, saudável, ativa e feliz, e eventualmente retornar à competição no octógono em sua busca para se tornar campeão peso-pesado do UFC.

Stefan ama o UFC e planeja estar envolvido com a companhia como lutador e embaixador por muitos anos. Stefan quer agradecer a todos os fãs que o apoiaram até aqui em sua carreira, assim como ao UFC, Dana White, Lorenzo Fertitta, Joe Silva, Dr. Jeff Davidson, toda a equipe do UFC, e seus companheiros lutadores por terem permitido a ele a oportunidade de competir no maior palco do esporte do MMA, além de um tremendo grau de apoio durante este tempo difícil.

Particularmente, Stefan quer agradecer a Dana White, Lorenzo Fertitta e Joe Silva por se envolverem imediatamente na questão e fornecerem a Stefan acesso ao melhor cuidado médico possível. Stefan vai dividir suas experiências conforme lida com sua condição médica, na esperança que ele possa servir de modelo ao ajudar a criar consciência e a inspirar outros a lutarem através de adversidades."