•  
     

Como são criados os números de cartão de crédito

credit-card-640x360.jpg

A série de 16 números na frente do seu cartão de crédito parece aleatória, mas não é: como toda boa sequência de números, ela foi criada usando um algoritmo.

Na verdade, os primeiros números referem-se à bandeira do cartão. O seu é Visa? Então a sequência começa com 4. Se for Mastercard, será um número entre 51 e 55; se for American Express, será 34 ou 37. Se for outro, você pode conferir a lista completa aqui.

Isso vale para o mundo inteiro, e foi definido pelo ISO/IEC 7812 há mais de vinte anos. A regra vale também para cartões de débito: Visa Electron e Maestro, por exemplo, têm um conjunto de sequências que podem usar.

Ela também define que cartões de crédito e débito só podem começar com 3, 4, 5 e 6. Se o número do cartão começa com outro dígito, ele tem outro fim: programa de fidelidade com empresas aéreas, postos de gasolina, lojas e outros. Confira uma lista com essas finalidades aqui.

OK, mas e o restante do número? Funciona assim:

cartao-credito-640x225.png


Seis dígitos para identificar a bandeira do cartão (Visa, Mastercard etc.), e mais nove dígitos para identificar você. E o último? Por ele, temos que agradecer a um sujeito chamado Hans Peter Luhn. Nick Berry, do Data Genetics, explica:

Você não escolhe esta último dígito: ele é determinístico. A fórmula matemática exata para gerá-lo foi inventada por Hans Peter Luhn, um engenheiro da IBM, em 1954. Originalmente patenteado, o algoritmo está agora no domínio público… o algoritmo de Luhn é inteligente na medida em que detecta qualquer erro único (de um único dígito), tal como trocar o 9 por um 6.


O cálculo do dígito verificador é relativamente simples: você multiplica o segundo, quarto, …, décimo quarto dígito por 2. Depois soma tudo, e adiciona o primeiro, terceiro, quinto, …, décimo quinto dígito. Suponha que o resultado deu 67. Quanto falta para chegar a um múltiplo de dez? 3. Então o dígito verificador é 3.

Esse dígito previne duas coisas: primeiro, que você erre ao digitar a sequência de números; e segundo, que hackers gerem números de cartão aleatórios que funcionem.

CVC2SampleVisaNew.png
CVC2SampleVisaNew.png (11.79 KiB) Visto 56 vezes


Mas claro que, para isso, o dígito verificador não é o bastante: por isso você precisa digitar o CVV, código de três dígitos que fica atrás do cartão. Esse código é mais seguro: ele é gerado pela própria instituição, e calculado ao criptografar o número do cartão e sua data de validade.

Então, sim, o número do seu cartão de crédito recebe mais atenção do que você provavelmente imagina.


FONTE