•  
     

Coreano é preso com armas ao melhor estilo James Bond

Homem pretendia assassinar um ativista procurado pelo governo da Coreia do Norte.


Imagem
(Fonte da imagem: Reprodução/CNN)

De acordo com uma notícia publicada pela CNN, um homem norte-coreano foi detido portando três armas mortais inspiradas em James Bond, que seriam utilizadas para perpetrar o assassinato de Park Sang-hak, um famoso ativista procurado pelo governo de seu país.

O crime foi evitado pelo serviço de inteligência da Coreia do Sul, e as armas — que normalmente passariam despercebidas pelas autoridades — foram descobertas por acaso. Segundo a publicação, o assassino carregava duas canetas e uma lanterna, e os três objetos continham dispositivos mortais ocultos.

Uma das canetas estava equipada com uma agulha para injetar uma substância capaz de provocar a paralisia muscular e a morte do alvo, enquanto que a outra seria utilizada para disparar um pequeno projétil capaz de perfurar a pele e liberar uma toxina na corrente sanguínea. Já a lanterna, que apresentava uma aparência totalmente comum, era, na verdade, uma arma de fogo pronta para disparar três tiros mortais com bastante precisão.

O James Bond (frustrado) coreano foi identificado pela CNN como Ahn e cumprirá — apenas — quatro anos de prisão por planejar e quase levar a cabo o assassinato do ativista Park Sang-hak.

Fonte: CNN
 
caramba esconde até na caneta o negossio