•  
     

Em noite de Luis Fabiano, São Paulo vence, rebaixa o América-MG e dorme no G-5

Em outra partida inspirada de Luis Fabiano, o São Paulo venceu e voltou à briga por uma vaga na Copa Libertadores do ano que vem. Neste sábado, a equipe paulista venceu e rebaixou o América-MG no Morumbi ao fazer 3 a 1, pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro.

De volta à equipe do São Paulo depois de cumprir suspensão no meio de semana contra o Atlético-PR, Luis Fabiano foi o grande nome do dia, marcando os dois primeiros gols da equipe tricolor e dando uma assistência para o lateral Juan fazer o terceiro. O camisa 9 são-paulino marcou quatro gols nos seus últimos dois jogos. Alessandro descontou para o América-MG.

O ponto negativo do São Paulo na vitória ficou por conta de Xanão, que recebeu um cartão vermelho no segundo tempo, e Lucas, que levou um amarelo. Ambos cumprirão suspensão no clássico contra o Palmeiras, na próxima rodada.

Com o resultado deste sábado, o São Paulo vai aos 56 pontos e dorme na quinta colocação, na zona de classificação para a Libertadores do ano que vem. Porém a equipe tricolor pode ser ultrapassada por Flamengo, Botafogo e Internacional, que jogam neste domingo.

Depois de vencer favoritos ao título Corinthians, Fluminense e Botafogo em sequência, o América-MG retorna à Série B do Brasileiro com esta derrota. A equipe mineira está com 34 pontos na vice-lanterna e não tem mais chances de permanecer na elite.


O jogo
Com a necessidade de vitória e a irritação com uma postura aquém das expectativas principalmente como anfitrião, Leão colocou o São Paulo na frente. O time começou o duelo contra o América-MG com somente Jean como volante. Novidades em relação à derrota para o Atlético-PR na última rodada, Luis Fabiano e Dagoberto faziam a diferença.

Com Cícero na função de acelerar a bola na transição com o ataque, Dagoberto girando na intermediária para dar dinâmica ao time e Lucas e Fernandinho abertos, Luis Fabiano tinha sempre alguém para tabelar ou dividir as atenções. A constante troca de posições deixava a defesa americana completamente perdida.

Os mineiros até conseguiram conter o ímpeto por alguns minutos tocando a bola com calma. Chegaram a levar perigo em cabeçada de Gabriel rente à trave, aos 13 minutos. Mas o único que conseguia segurar o São Paulo era Neneca, que aos três, aos sete e aos 24 fez grandes defesas em um arremate de Luis Fabiano e dois de Lucas.

Os anfitriões, contudo, dominavam mesmo com Fernandinho prendendo a bola e parando a sempre rápida troca de passes na frente. Do outro lado, porém, havia Lucas. E foi por ali que foi cobrado escanteio que parou em cabeçada certeira e indefensável de Luis Fabiano, aos 25 minutos.

Enquanto os visitantes ainda tentavam entender como parar alguém além de Fernandinho, Luis Fabiano quase fez outro em voleio. Aos 42 minutos, porém, o artilheiro contou com a inteligência de Lucas, que prendeu a bola no meio-campo como um veterano, esperou Piris para tabelar e lançou na área para o camisa 9 só tocar na saída de Neneca, ampliando o placar.

Merecidamente, o São Paulo foi para o intervalo aplaudido, gesto raro da torcida neste Brasileiro. A empolgação foi demonstrada com um gol pouco depois do intervalo. Ainda mais rápido do que na etapa inicial, o time teve a primeira (e fatal) grande jogada de Fernandinho, que foi da esquerda para a direita e achou Luis Fabiano livre na área. Solidário, o centroavante trocou seu terceiro gol para deixar Juan com a meta vazia e fazer 3 a 0 aos seis minutos.

Estava tudo definido. Até que Xandão resolveu também ser protagonista, mas de forma negativa. O zagueiro cometeu falta dura e recebeu o segundo cartão amarelo, deixando o São Paulo com um a menos a partir dos 11 minutos do segundo tempo. Para se recuperar, o América-MG colocou o time na frente.

A primeira reação mineira foi uma bola na trave após chute de Micão, aos 17 minutos. O São Paulo, contudo, conseguiu comandar o toque de bola e segurar o adversário. O América-MG até descontou graças a bola mal desviada por Bruno Uvini, que a deixou para Alessandro diminuir, aos 34 minutos.

Já era tarde para mudar o resultado. Nos minutos finais, em vez de pressão americana, o que se viu foi um aplauso intenso no momento em que Luis Fabiano foi sacado. As vaias sumiram. A noite de sábado foi de agradecimento à contratação mais cara da temporada no Brasil, responsável por renovar as esperanças são-paulinas.

FICHA TÉCNICA:SÃO PAULO 3 X 1 AMÉRICA-MG
Local: estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)
Data: 19 de novembro de 2011, sábado
Horário: 19 horas (de Brasília)
Público: 8.670 pagantes
Renda: 197.182,00
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (FIFA-RJ)
Assistentes: Rodrigo Pereira Jóia (Fifa-RJ) e Lilian da Silva Bruno Fernandes (RJ)
Cartões amarelos: Luis Fabiano e Lucas (São Paulo); Dudu e Kempes (América-MG)
Cartão vermelho: Xandão (São Paulo)
Gols:
SÃO PAULO: Luis Fabiano, aos 25 e aos 42 minutos do primeiro tempo; Juan, aos seis minutos do segundo tempo
AMÉRICA-MG: Alessandro, aos 34 minutos do segundo tempo

SÃO PAULO: Rogério Ceni; Piris, Xandão, Rhodolfo e Juan; Jean, Cícero, Lucas e Fernandinho (Bruno Uvini); Dagoberto (Rivaldo) e Luis Fabiano (Casemiro)
Técnico: Emerson Leão

AMÉRICA-MG: Neneca; Micão, Gabriel e Everton Luiz; Marcos Rocha, Dudu, Gláuber (China), Rodriguinho (Alessandro) e William Rocha (Rodrigo); Kempes e Fábio Júnior
Técnico: Givanildo Oliveira
Anexos
6047F7466819C1D234CDAADAA23A6C.jpg
 
SPFC com sorte vai entra na libertadores depende do Vasco e do Corinthians acho que fica em 5º mas depende mto dos resultados dos 3º 4º 5º lugar na tabela Luis joga bem mas tem que melhorar mto seu desempenho pra ficar igual as antigas =D
 
Aleeluia *--*
VAMO SAO PAULO!
 
up