•  
     

EUA espionaram conversas telefônicas de 35 líderes mundiais.

Imagem
EUA espionaram conversas telefônicas de 35 líderes mundiais, diz documento.

Novo arquivo vazado por Snowden indica que outros órgãos do governo norte-americano colaboraram com monitoramento

As conversas telefônicas de ao menos 35 líderes mundiais foram interceptadas por agentes da NSA (Agência de Segurança Nacional dos Estados Unidos), indicam documentos vazados nesta quinta-feira (24/10) pelo jornal britânico Guardian. Não foram revelados, no entanto, quais teriam sido monitorados.

Trecho de documento secreto vazado por Snowden, no qual NSA incentiva oficiais norte-americanos a colaborarem com espionagem
(imagem)

A revelação deve agravar as tensões entre autoridades dos EUA e países aliados, depois de uma série de denuncias de espionagem contra Washington. Nesta quarta (23), o governo alemão recebeu informações de que o celular da chanceler alemã Angela Merkel estaria sendo espionado pelos norte-americanos, o que irritou Berlim e fez com que a governante ligasse para Barack Obama exigindo explicações.

Além de embasar ainda mais as desconfianças quanto ao serviço de segurança dos EUA, os mais recentes arquivos secretos entregues pelo ex-técnico da NSA, Edward Snowden, indicam que outros órgãos governamentais colaboraram com as espionagens sistemáticas a outros governos e países.

Oficiais da Casa Branca, do Departamento de Estado e do Pentágono, de acordo com os documentos, teriam sido incentivados a entregar números de telefones de políticos estrangeiros ao sistema de vigilância da NSA, segundo os papéis. A agência, então, conferia se os contatos já estavam disponíveis em seu banco e iniciava o monitoramento dos novos que eram considerados importantes.

“Em um caso recente, um oficial norte-americano providenciou 200 números telefônicos de 35 líderes mundiais à NSA ... Apesar de a maioria destes estar disponível como código aberto, os computadores identificaram 43 contatos previamente desconhecidos. Esses números, mais uma série de outros, foram monitorados”.

Fonte >http://operamundi.uol.com.br/conteudo/noticias/32026/eua+espionaram+conversas+telefonicas+de+35+lideres+mundiais+diz+documento.shtml