•  
     

Executivos da Petrobras criticam justificativa da presidente Dilma Rousseff para aprovar negócio