•  
     

LUA ESTRANHA

Uma das luas mais estranhas no nosso sistema Solar é Hyperion, um satélite saturniano tão deformado pelas fundas crateras que parece com uma gigante e rotatória esponja de banho vagando no espaço.

Nova análise de imagens sugerem que a singular aparência da lua é o resultado de uma superfície altamente porosa que preserva crateras, permitindo-as manterem-se iguais ao que estavam no dia que foram criadas.

A descoberta é apenas uma de vários novos detalhes sobre a excêntrica lua, revelados em dois estudos publicados em cinco de julho na revista Nature. Cientistas determinaram que Hyperion é composta em sua maior parte de gelo de água e que no fundo de suas crateras há uma cobertura de uma substância grudenta preto-avermelhada que pode ser a chave para resolver algumas das estranhas propriedades da lua.

Uma lua muito estranha

Hyperion tem todo tipo de esquisitices. É um dos maiores corpos não-esféricos do Sistema Solar. A lua tem formato oval com aproximadamente 400 km no seu ponto mais largo. Diferente da maioria dos demais satélites de Saturno ela não tem apenas uma face em direção ao planeta de anéis. A nossa lua está sempre apresentando a mesma face para a Terra. Hyperion, diferentemente, tem uma rotação “caótica”, significando que seu eixo de rotação muda tanto que os cientistas não podem prever com segurança sua orientação no espaço.

Talvez o aspecto mais intrigante sobre Hyperion, no entanto, esteja em sua aparência extremamente porosa. Centenas de crateras sobrem a superfície, com a maioria tendo entre dois e 10 km de largura.

As últimas análises de dados obtidos pela sonda Cassini da NASA durante seus Vôos sobre Hyperion em 2005 e 2006 mostram que aproximadamente 40% da lua é feita de espaço vazio.

A alta porosidade da lua pode explicar sua aparência esponjosa, dizem os cientistas. Um grande meteoro atingindo a nossa lua iria furar um grande buraco na superfície e enviar um gigantesco spray de pedras e pó para cima. Este material que foi atirado voltaria a “chover” novamente na superfície lunar e em outras crateras, enchendo-as parcialmente. Em contraste a superfície de Hyperion é tão frágil que um objeto que a atingisse criará um buraco sem elevar material para cima. As crateras ao seu redor permanecem fundas como elas foram formadas originalmente.


___ misteriosa
As novas análises também confirmam que Hyperion é composta em sua maioria pode gelo de água com um pouco de pedra. “Descobrimos que o gelo é o principal elemento que constitui a superfície, mas é água congelada suja”, [e por isso não reflete a luz], disse Dale Cruickshank, um pesquisador da NASA que liderou o segundo estudo.

A equipe de Dale atribuiu que a lua está suja devido a uma contaminação de uma matéria orgânica que mancha a superfície e está concentrada em muitas de suas crateras.

A ___ avermelhada contém longas cadeias de carbono e hidrogênio e parece bem similar ao material encontrado em outros satélites saturnianos, mais notável em Iapetus.

Iapetus é a terceira maior lua de saturno que tem um incomum duplo tom com metade dela coberta em gelo brilhante e a outra metade coberta com o mesmo material misterioso que há em Hyperion.

Uma idéia esmagadora

Essa conexão fez alguns cientistas especularem que a estranha forma de Hyperion e a pintura esquisita de Iapetus compartilham uma origem comum. “Talvez Hyperion tenha sido atingida e é a origem da substância escura que foi expelida e foi varrida por Iapetus”, disse Dale.

De acordo com esta idéia um gigantesco objeto colidiu com a Hyperion quando ela ainda era redonda em um passado remoto. O impacto a atirou em um giro cósmico e ainda está rolando até hoje e causou a chuva de pó através do espaço ficando colada em Iapetus.

“Isso não é completamente implausível” disse Dale. Se Iapetus “passou através de uma tempestade de pó enquanto orbitava Saturno, o pó estaria distribuído da maneira que estamos vendo.”

Sobre o que teria atingido Hyperion, Dale explica que a mesma ___ avermelhada pode também ser encontrada em outros objetos congelados na borda do Sistema Solar, incluindo outras luas, objetos e cometas.