•  
     

MIBR ENTREVISTA CNB.SPACCA

Faltando pouco menos de uma semana para a FIRE Brasil, que acontecerá na Venom O2 Electronic Sports, em Curitiba, o site do Made in Brazil teve a oportunidade de entrevistar o paulista Guilherme “spacca” Spacca (foto), que passou pela equipe em 2009.

Atualmente no CNB Gaming, spacca comentou momentos de quando defendeu o mibr, falou sobre o seu time e a WCG Brasil 2010 e ainda respondeu à declaração de Bruno “bit” Fukuda, na entrevista dada a MIBR.com.br.

Sem a presença do compLexity, que disputará a Intel Extreme Masters América nos Estados Unidos, marcada para a mesma data da FIRE, ele disse que o CNB estará em busca do top1.

Leia:

Na Intel Extreme Masters III, em sua estreia internacional, você foi responsabilizado por KIKOOO pela má campanha do mibr. Você concorda com a crítica dele? Ficou algum recentimento depois da declaração?
Eu não fui o principal jogador que atuou mal, mas com certeza não consegui jogar o que sabia e isso prejudicou muito a equipe. Em relação ao KIKOOO, não guardo ressentimentos. Cada um sabe o que fala, não podemos fazer nada.

Após perder o título da WCG Brasil 2009, o mibr dispensou a equipe. Você acredita que se tivessem sido campeões, vocês estariam até hoje no time?
Não sei. É difícil analisar porque estávamos passando uma situação delicada antes mesmo da WCG… acho que foi um empurrão para o time se desfazer.

Por que, naquela época, o time perdeu o título da WCG Brasil mesmo tendo a vantagem de vencer apenas um mapa?
Diversos problemas acarretaram a nossa derrota, a maioria out-game. O FG jogou muito na train e na inferno também.

O CNB Gaming participou da GameGune 2010, mas saiu eliminado pelo wCrea, resultado inesperado para a comunidade. O time também foi surpreendido com aquela derrota? O que deu errado?
O time deles dominou totalmente nosso estilo de jogo. Foi sim um resultado inesperado pois queríamos muito ganhar e pegar pelo menos um top3. Infelizmente não foi o que aconteceu.

Com a participação em um campeonato internacional, o CNB chegou mais forte para a WCG Brasil 2010?
Com certeza. Nosso time mostrou isso no campeonato todo, um time unido e bem estruturado.

Em entrevista ao site do MIBR, bit disse que na Final Upper da WCG Brasil, o Firegamers não chegou nem perto da metade de seu potencial, enquanto o CNB jogou o seu máximo para que vencesse. Você concorda com isso?
Acho que eles não chegaram nem perto porque nós não demos chances. Nosso TR foi bastante ofensivo e taticamente perfeito, tanto que poderíamos ter fechado o mapa por um resultado até mais elástico. Mas é isso, para um time vencer o outro tem que haver erros. É assim no CS, no futebol e em tudo.

No primeiro mapa da Grande Final, o CNB perdeu por expressivos 16-00. Por que esse placar tão elástico?
Nosso TR na train tem sido um problema faz algum tempo e eles dominaram muito bem o jogo. Mérito total deles.

Foi decepcionante perder dois mapas na Grande Final da WCG Brasil e perder o título?
Claro, esperávamos a vitória, mas infelizmente ela não veio. O que nos resta é continuar treinando pra ganhar os próximos campeonatos.

A torcida presente no Shopping era totalmente favorável ao CNB. Porém, foi o FG que levou a melhor. Você acredita que a torcida se manifestando não influi na partida?
Acho divertido ter torcida, incentiva muito, mas não creio que seja um fator que definiria um campeonato.

Sendo contratado pelo compLexity, você acredita que fnx & companhia será um time imbatível no país?
Só os proximos campeonatos pra sabermos, claro que vão voltar muito mais forte mas isso é algo que nós teremos que transpor.

Se o time recebesse uma proposta de uma organização internacional, com total suporte, você deixaria de lado a sua vida pessoal para se dedicar 100% ao CS?
Não, eu provavelmente deixaria o time. Hoje em dia não posso mais jogar tudo para o alto como fiz em 2009. Um ano para uma pessoa com quase 21 anos de idade é muita coisa, tanto na parte profissional quanto na familiar.

Por que o CNB não conseguiu um bom resultado na Mega Acervus Cup? O que aconteceu com a equipe?
Foi um campeonato diferente. Uma semana após a WCG não conseguimos mudar nada em relação às táticas, não conseguimos treinar o suficiente devido aos trabalhos de faculdade e tudo mais. Méritos para o sX!

Quais as suas expectativas para a FIRE? Você acredita que o mibr será o principal adversário do CNB? Como estão os preparativos da equipe para este torneio?
Creio que não. Todos os adversários tem qualidade pra chegar lá. É claro que a preoucupação fica restrita a certos times, mas nada muito específico. O time tem treinado como sempre, de segunda a quinta pela madrugada. Esperamos pegar o top 1 desse campeonato!

Você acredita que semXorah e FG.Bullguard (agora Firegamers) podem repetir as boas atuações da Mega Acervus Cup na FIRE?
Se tiverem cabeça e souberem controlar o ego, acredito que sim. Jogadores novos e com tempo para jogar CS sempre vão se destacar. Essa é a fórmula que sempre deu certo no CS.

O CNB pretende participar de mais algum campeonato sem ser com seletiva nacional?
Não sabemos ainda, talvez alguns na América do Sul mesmo, mas nada confirmado.