•  
     

Por maior que seja a preocupação, a tragédia, as pessoas têm uma piadinha", diz Paulo Bonfá Comente

Imagem

O brasileiro não perde o humor e consegue brincar mesmo quando o assunto é sério, como as manifestações que ocorrem em todo o Brasil nas últimas semanas. É o que acredita o humorista Paulo Bonfá, um dos curadores do festival Risadaria, que se espalha pela cidade de São Paulo até o próximo domingo (23).

"O brasileiro é um povo naturalmente gozador e irreverente, por maior que seja a preocupação, a tragédia, as pessoas têm uma piadinha", disse Bonfá em entrevista ao UOL. E acrescentou: "É natural o riso do brasileiro e está no DNA".

Para Diogo Portugal, outro curador do festival, o público usa o humor como uma "válvula de escape" para inúmeros sofrimentos que se passa com a falta de educação, problemas no sistema de saúde e violência no nosso país. "Existe uma tendência do povo brasileiro a querer rir mais do que assistir uma coisa séria, por exemplo. Tem peça dramática que você vai como entretenimento, mas aí sai de lá pior do que entrou", analisou.

Escracho e palavrão
Portugal diz que não cria uma piada para um só público-alvo, mas que uma das receitas para fazer o brasileiro rir é a irreverência e o imprevisível.

"O atalho para pegar o brasileiro na piada é o escracho, um pouquinho de sacanagem e palavrão", explicou o humorista, que também participa do programa "Luciana by Night", de Luciana Gimenez.

A fim de agradar o maior número de pessoas, o Risadaria apostou em estilos de humor diferentes. Segundo Paulo Bonfá, diferentes pessoas riem de diferentes assuntos, piadas e estilos de humor. "Um dos desafios do Risadaria era qual o gênero que o festival vai ter e a conclusão é que precisávamos ter todos os gêneros. O público-alvo do evento é seres humanos", falou.
Imagem

Simplicidade no humor
Neste ano, o festival homenageia o humorista Carlos Alberto de Nóbrega, que comemora 59 anos de carreira. No ar com "A Praça É Nossa" no SBT, ele acredita que o humor está na simplicidade de seu programa, por exemplo. "Meu pai começou com a 'Praça' há 56 anos e até hoje, claro que com adaptações, faz muitos rirem e alegra o povo", disse.

Paulo Bonfá conta que a escolha do homenageado foi unânime entre os curadores, já que, para ele, "Carlos Alberto é um humorista que serve de escada para muitos artistas renomados". "É um sujeito que levanta a bola para os outros cortarem e isso é um talento raro, porque é muito difícil alguém que saiba, queira e consiga fazer essa função de botar os outros para brilharem".

Risadaria em 2013
Neste ano, o evento cresceu e se estende por dez dias, espalhado em 15 endereços por toda a cidade de São Paulo. "Queríamos atingir o maior número de pessoas, por isso temos programação para todas as idades", afirmou Bonfá. Ao todo, o Risadaria 2013 conta com 200 artistas, sendo três estrangeiros.

Confira abaixo as atrações gratuitas que ocorrem neste final de semana no palco do Conjunto Nacional, na Avenida Paulista. A programação completa pode ser conferida no site www.risadaria.uol.com.br.

21 de junho - sexta
12h - Carol Zoccoli
12h45 - Rodrigo Cáceres
13h30 - Thiago Carmona
17h30 - Thiago Carmona
18h15 - Renato Tortorelli
19h - Marcos Veras

22 de junho - sábado
12h - Lucas Moreira
13h - Yakko Sideratos
14h - Campeão 2013
15h - Enio Vivona
16h - Rogério Vilela
17h - Paulo Vieira
18h - Fernando Caruso
19h - Campeão 2013

23 de junho - domingo
14h - Fernando Caruso
15h - Paulo Vieira
16h - Porpetone
17h - Lucas Moreira

EXPOSIÇÕES E PALCO RISADARIA
Quando:
Horário Exposições: de segunda a sábado, das 8h às 20h; domingo, 10h às 20h
Horário Palco: de segunda a sábado a partir de 12h; domingo, a partir das 14h
Onde: Conjunto Nacional - Av. Paulista, 2073 - Piso Térreo
Quanto: Gratuito
Classificação: Livre


http://entretenimento.uol.com.br/noticias/redacao/2013/06/21/por-maior-que-seja-a-preocupacao-a-tragedia-as-pessoas-tem-uma-piadinha-diz-paulo-bonfa.htm