•  
     

Projeções da Adobe para receita do 4º tri decepcionam

A Adobe Systems divulgou uma projeção de receita para o quarto trimestre abaixo da meta de Wall Street, e as ações da fabricante de softwares despencaram 14 % no pregão after-market.

Analistas afirmaram que a companhia parece estar tendo problemas com as vendas de um de seus principais produtos, o pacote Creative Suite 5 (CS5), devido aos efeitos da economia geral.

"A adoção do CS5 pode estar desacelerando, mas deveria estar forte agora", disse o analista Toan Tran, da Morningstar.

"Ainda há muita incerteza sobre a economia. Clientes em certos mercados, especialmente em publicidade, podem não querer gastar", afirmou.

O CS5, que inclui os programas Photoshop, Illustrator e Dreamweaver, foi lançado no começo do ano e foi bem recebido por consumidores, diferentemente de sua versão anterior, o CS4, que foi alvo de críticas quando lançado em 2008.

Para o quarto trimestre, a Adobe prevê lucro entre US$ 0,48 e US$ 0,54 por ação, excluindo itens, sobre uma receita de US$ 950 milhões a US$ 1 bilhão. Já analistas esperavam um lucro de US$ 0,53 por ação e uma receita de US$ 1,03 bilhão.

A Adobe também divulgou seus resultados para o último trimestre nesta terça-feira. A companhia registrou aumento do lucro líquido para US$ 230,1 milhões, ou US$ 0,44 por ação, no terceiro trimestre fiscal, encerrado em 3 de setembro. Um ano antes, a Adobe registrou lucro de US$ 136 milhões, ou US$ 0,26 por ação.

Excluindo itens, o lucro da Adobe foi de US$ 0,54 por ação, ante estimativa média de Wall Street de US$ 0,49 por ação, segundo a Thomson Reuters I/B/E/S.

Já a receita trimestral da companhia cresceu 42 %, para US$ 990,3 milhões, levemente acima dos US$ 985 milhões previstos por analistas.

As ações da Adobe fecharam o pregão regular desta terça-feira cotadas a US$ 32,94 na Nasdaq, mas caíram para US$ 28,31 no after-market.

Fonte : terra