•  
     

StarCraft, o clássico game de estratégia, completa 15 anos

A ficção espacial StarCraft completa 15 anos hoje, 31 de março de 2013, com seu sucessor chamando atenção dos jogadores. StarCraft II: Wings of Liberty foi lançado em julho de 2010 e tem a expansão Heart of Swarm prevista para este ano. Conheça a trajetória deste que é um dos jogos de ficção científica mais famosos do mundo.

Imagem

O StarCraft original foi criado pela Blizzard em 1998, quatro anos depois do primeiro Warcraft, sucesso em jogos de estratégia em tempo real, e dois anos depois do primeiro Diablo, um jogo de aventura que se consolidou como um game online.

Os game designers responsáveis por StarCraft foram Chris Metzen e James Phinney. Metzen, por exemplo, já estava envolvido com os projetos de Warcraft e Diablo. Por isso, a experiência com humanos, orcs e seres demoníacos iria contribuir na criação do novo universo de StarCraft.


História da série

No século 21, a superpopulação da Terra forçou o governo a expulsar criminosos, organismos cibernéticos e mutantes do planeta azul para popular o resto da galáxia. As ocupações não deram certo e, no Setor Koprulu, os exilados entraram em conflito. A Confederacy of Man emerge como a organização mais forte entre os terráqueos (Terrans), mas instituições terroristas como Sons of Korhal entram em conflito com o governo corrupto dos homens.

Imagem

Por volta do ano de 2499, a raça de alienígenas humanoides tecnológicos Protoss faz o primeiro contato, destruindo um mundo colonial sem nenhum aviso. Além disso, as colônias de humanos são infectadas por uma raça de insetos alienígenas chamada Zerg. É nesse cenário que a história de todos os jogos StarCraft se situam.

Uma inspiração: Warcraft II

Lançado em 1995, Warcraft II: Tides of Darkness foi um sucesso de crítica e vendas e sua engine, mecânica de funcionamento do jogo, foi liberada para que jogadores criassem cenários customizados em um programa de edição. A partir dessa engine, a Blizzard criou a primeira versão de StarCraft, ainda com a “cara” de Warcraft II, em 96.

Imagem

A ideia de StarCraft era a mesma de Warcraft: Você escolhe uma das raças ou das facções, ergue uma cidade e um exército com recursos naturais coletados, se protege de ataques de inimigos e tenta conquistar e destruir seus rivais. No entanto, ao invés de Orcs, aqueles monstros verdes, os humanos enfrentam alienígenas como os Zergs, que são insetos, e os Protoss, os viajantes high-tech.

A engine de Warcraft II, a Battle.net, site criado inicialmente para conectar jogadores de Diablo, e o desejo de criar um jogo de estratégia espacial em tempo real foram elementos que tornaram StarCraft um sucesso. O jogo foi redesenhado em seu lançamento em 1998, reunindo elementos que o consagraram entre os games estratégicos.


O enredo do primeiro StarCraft

Mar Sara é o planeta da Confederacy of Man atacado por Protoss e Zergs. Os confederados são obrigados a se aliar ao grupo terrorista Sons of Korhal. Os humanos estão sob liderança de Arcturus Mengsk.

Imagem

O capitão Jim Raynor é o herói principal da saga de StarCraft e se vê em uma situação sem saída quando seu líder Mengsk entrega a capital Tarsonis aos Zergs, além de sua segunda mulher em comando, Sarah Kerrigan. Por algum tempo no enredo, acreditou-se que Kerrigan estava morta.

Raynor passa a organizar uma guerrilha entre os terráqueos. Mengsk recebe um território para governar e se autoproclama imperador.


A história de StarCraft II: Wings of Liberty

Sarah Kerrigan foi transformada ao ser entregue aos Zergs. Com seus poderes psíquicos, a humana passou a comandar o enxame de insetos alienígenas. Jim Raynor transformou-se em um mercenário rebelde, contra a autoridade do imperador Arcturus Mengsk.

Imagem

Chris Metzen escreveu sozinho o roteiro de StarCraft II, que demorou 12 anos para ser lançado, estreando em 2010. Mesmo com a demora para voltar a se destacar entre os novos lançamentos da Blizzard, StarCraft chamou atenção no fim de uma década em que a produtora dominou o mercado de MMORPGs com World of Warcraft.

O conflito entre Zergs, humanos e Protoss ganham traços dramásticos com as mudanças nos personagens Kerrigan e Raynor, os principais heróis do primeiro game.


StarCraft foi sucesso na Coreia do Sul

Com a possibilidade de disputar partidas online com pessoas de todo o mundo, a comunidade de StarCraft logo percebeu que um país se destacava dos demais: a Coréia do Sul.

Imagem

Os jogadores sul-coreanos passaram a receber patrocínio de empresas de tecnologia para aumentarem seu grau de profissionalismo dentro do game. O auge dessa onda de StarCraft no país foi quando os campeonatos do jogo passaram a ser televisionados no país.

StarCraft na Coreia do Sul ajudou a popularizar tanto os jogos de estratégia em tempo real, com personagens disputando território em cenários, quanto o próprio profissionalismo dos games online.


StarCraft II: Heart of Swarm é um dos destaques de 2013

O sucesso de World of Warcraft levou a Blizzard a implementar mudanças em StarCraft II. Através de Sarah Kerrigan, protagonista de Wings of Liberty, o jogo vai ganhar elementos de MMORPG. Segundo o enredo do jogo, Jim Raynor tentará transformar Kerrigan em humana novamente. Deste modo, a expansão promete apresentar uma perspectiva diferente da história.

Imagem

fonte
 
Esse jogo e muito bom...e os campeonatos disso da dinheiro pra caramba!!!
 
Você joga, Raiden?
 
zuca Escreveu:Você joga, Raiden?

Não mais gostaria :icon_lol:
 
RaideN Escreveu:
zuca Escreveu:Você joga, Raiden?

Não mais gostaria :icon_lol:


Compra e vamos jogar
tá em promoção na battle.net