•  
     

Ta chegando a hora!

Depois de vários problemas com lesões de lutadores, o UFC 153 enfim acontece na noite deste sábado, no Rio de Janeiro, com uma luta inimaginável quando o evento foi anunciado por Dana White: Anderson Silva enfrentará Stephan Bonnar, na categoria meio-pesado. Com a sombra da possibilidade de cancelar outra noite de lutas (a primeira em mais de uma década foi o UFC 151, em setembro), os organizadores correram atrás do seu principal lutador e ofereceram a chance de lutar em casa, contra um adversário que já estava pensando em aposentadoria, mas que pode complicar a festa dos brasileiros. Além de Anderson Silva, seu mestre e parceiro de treinos Rodrigo Minotauro Nogueira também subirá no octógono. Ele enfrenta Dave Herman, que tentou esquentar o confronto provocando o brasileiro. Minotauro não quis entrar no bate-boca e se concentrou na tentativa de recolocar a carreira nos trilhos - de novo - depois de uma grave contusão. Outros quatorze brasileiros estarão no evento. O UFC 153 tem a primeira luta prevista para as 20 horas, com transmissão pelo canal pay per view Combate. A TV Globo promete transmitir ao vivo as lutas do card principal a partir de 0h40. Anderson Silva deve entrar no octógono às 2 horas de domingo.Depois de ver sua luta contra Chael Sonnen ser transferida para Las Vegas, em julho deste ano, Anderson sentiu que devia algo para os brasileiros e aceitou salvar o UFC 153. O adversário? O brasileiro avisou que toparia encarar qualquer lutador da categoria meio-pesado, com exceção do campeão Jon Jones, com quem tem bom relacionamento - e contra quem precisaria de uma preparação muito mais complexa para lutar. Anderson costuma pesar cerca de 100 quilos fora dos períodos de preparação para luta. Por causa do curto período até o combate, não conseguiria baixar para os 83 quilos, limite dos médios, em apenas três semanas. Não teria problemas, porém, para chegar aos 94 quilos, o limite da categoria em que luta neste sábado. Esta não será a primeira vez que o brasileiro enfrenta um adversário na categoria acima – a última vitória entre os meio-pesados foi contra Forrest Griffin, em 2009. Na teoria, os rivais dessa categoria são maiores e mais fortes que Anderson, que perderia a vantagem de abusar da esquiva, aproveitar sua grande envergadura e decidir a luta com apenas alguns golpes. Mas não foi isso que aconteceu na luta contra Griffin.
Fonte: http://veja.abril.com.br/noticia/esport ... enta-risco
 
Nossa é mto grande mais vou ler depos que eu voltar da locadora '-'