•  
     

Vendas de veículos sobem 12% em 2010, volume é recorde

As vendas de automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus no Brasil atingiram 381,498 mil unidades em dezembro, alta de 30,2 por cento sobre igual mês de 2009, informou nesta quarta-feira a associação que representa as concessionárias, Fenabrave.

Na comparação com o mês imediatamente anterior, houve expansão de 16,13 por cento.

No acumulado de 2010, as vendas nas mesmas categorias totalizaram 3,51 milhões de unidades, expansão de 11,9 por cento sobre o ano anterior e volume recorde para o setor.

Entre as montadoras, a Fiat liderou as vendas no fechado do ano passado, tendo comercializado 760,474 mil automóveis e comerciais leves e ficando com 22,82 por cento de participação de mercado.

A Volkswagen vendeu 697,342 mil unidades em 2010, respondendo por 20,95 por cento do mercado, seguida pela General Motors com vendas de 657,622 mil veículos e participação de 19,75 por cento. Já a Ford comercializou 336,309 mil unidades e ficou com 10,10 por cento do mercado.

Se considerados apenas os segmentos de automóveis e comerciais leves, as vendas em dezembro foram 16 por cento maiores ante novembro e 29,97 por cento superiores sobre um ano antes, somando 361,197 mil unidades.

No acumulado de 2010, a comercialização nessas categorias totalizou 3,33 milhões de unidades, crescimento anual de 10,6 por cento.

Já as vendas de caminhões e ônibus somaram 20,301 mil unidades em dezembro, alta de 34,4 por cento sobre o mesmo mês em 2009 e aumento de 18,7 por cento ante novembro. No fechado do ano, foram vendidos 185,950 mil caminhões e ônibus, avanço de 41,15 por cento na relação com 2009.

As vendas de motocicletas, por sua vez, somaram 197,405 mil unidades em dezembro, alta de 24,54 por cento sobre novembro e expansão de 25 por cento sobre um ano antes. Em 2010, foram comercializadas 1,8 milhão de motocicletas, aumento anual de 12,1 por cento.

Para este ano, a Fenabrave, em conjunto com a consultoria MB Associados, estima alta de 4,2 por cento nas vendas de automóveis e comerciais, atingindo cerca de 3,47 milhões de unidades. Se incluídos ônibus, caminhões e motocicletas, as vendas podem crescer 5,2 por cento, para 5,59 milhões de unidades em 2011.

Fonte: Estadao